Dedicação no estudo das relações etnico-raciais – Viviane Weschenfelder

Natural de Venâncio Aires, interior do Rio Grande do Sul, a professora Viviane Weschenfelder vem de uma família que sempre priorizou os estudos. “Meus pais não concluíram o Ensino Médio, mas nem por isso os estudos deixaram de ser uma prioridade para minha família. Eles fizeram o possível para que eu e minha irmã tivéssemos acesso à educação”, comentou.

Pesquisadora especializada em relações étnico-raciais e negritude e professora na área de Ciências Humanas, ela se dedica a abordar o tema das questões raciais e dialogar com o movimento negro. “Muitas pessoas se questionam como eu, uma branca de origem alemã, decidi seguir justamente com esse tema. Mas sempre gostei de compreender esse tema e tentar combater a desigualdade”, relatou.

Viviane comemorou o crescimento dos pesquisadores negros, e lamentou: “Estamos marcados pela representação. A luta contra o racismo é de todos, de negros e de brancos.” E ainda acrescentou: “Estudar e compreender o outro é uma das funções mais importantes das ciências humanas.”

No mês de julho, a professora lançou o livro Processos de (in)visibilidade do sujeito negro: o jornal de Venâncio Aires/RS em questão, divulgado em sua cidade natal e baseado em sua pesquisa de mestrado.

 

Autor: Nicole Fritzen

Repórter Unicos/Unisinos

 

Conheça a palestrante: Viviane Weschenfelder

Viviane é professora na área das ciências humanas e pesquisadora das relações étnico-raciais. Sem nunca ter imaginado estar em outra profissão, a historiadora escolheu o campo da educação para pensar na contramão dos discursos hegemônicos e descontruir as verdades que cotidianamente nos produzem como sujeitos históricos e sociais. A palestrante é mestra e doutoranda em Educação pela Unisinos e tem a formação de professores como uma das suas grandes paixões. Atualmente dedica-se integralmente à pesquisa e trabalha com temas relacionados à produção do sujeito negro, aos modos de subjetivação, às políticas afirmativas, às diferenças culturais e aos processos de inclusão e exclusão, relacionando-os tanto às práticas escolares quanto outros espaços educativos, como jornais e blogs. Está lançando neste ano o livro Processos de (in)visibilidade do sujeito negro: o jornal de Venâncio Aires/RS em questão, fruto de sua pesquisa de mestrado.

Conheça os demais palestrantes do TEDxUnisinos 2015 aqui.

Deixe um comentário


IMPORTANTE!
Para enviar o comentário, você precisa resolver um simples cálculo (Nós precisamos saber se você é realmente humano ) :D

Quanto é 14 + 6 ?
Please leave these two fields as-is: