Marícia Ferri – Guia de postura para as Redes Sociais

Foto: Bruno Alencastro

Marícia Ferri apresentou o Guia de postura nas Redes sociais.

 

Assista ao talk aqui:

embedded by Embedded Video

 

*Marícia Ferri, Diretora do Colégio Farroupilha,  iniciou sua fala compartilhando uma experiência. Em um evento, uma professora fez uma brincadeira de adivinhação: perguntou aos alunos “O que é, o que é? Tem todas as respostas, a gente usa para fazer pesquisa e está em todos os lugares?” As crianças disseram: O Google! A resposta foi considerada certa pela professora, mas a esperada era: o livro.

Marícia questionou: “Como se faz pesquisa hoje em dia?  Como os alunos estão sendo educados para fazer pesquisa? Quem são nossos alunos? O que fazem?”

Sabemos quem são nossos alunos e o que estão fazendo, a maioria está imersa nas redes sociais. Diante disso, surgiu a necessidade da escola repensar o uso das redes sociais. Desta forma, uma das ações do Colégio Farroupilha esse ano, foi sua inserção nesses espaços.

“Como estamos utilizando as redes sociais a favor da escola?”, pergunta a diretora.

Ela argumenta que o Colégio Farroupilha busca compreender o comportamento dos estudantes e aproximá-los da escola. Este ano o colégio teve a iniciativa de construir um guia de posturas para as redes sociais, a fim de orientar os estudantes do colégio e da comunidade para a boa utilização dos espaços virtuais.

Marícia apresentou um vídeo com as ações que o colégio fez para distribuir o Guia de Postura pela cidade de Porto Alegre e divulgar o trabalho que vinha sendo realizado. Houve uma grande ação de sensibilização nos parques e ruas da cidade.

A Diretora fala que foi realizado um grande trabalho na mídia. Muitos professores se envolveram com a proposta e hoje o colégio tem um canal de comunicação muito forte com os alunos via redes sociais.

Ela relata um trabalho que foi realizado pelos alunos do quarto ano, do Ensino Fundamental: o FarroBook. Que foi a construção de um perfil fictício, off-line, para trabalhar a construção da identidade no virtual. E está ciente de que o grande desafio é romper com as barreiras entre nativos digitais e imigrantes digitais. O Colégio Farroupilha entende que todas as situações que surgem são encaradas como oportunidades. Paralelo a isso, na escola, há um grupo de estudos educacionais que discute o papel do professor no cenário atual.

Marícia afirma que os jovens são autênticos, buscam a justiça e querem compartilhar suas experiências. Têm valores de respeito ao meio ambiente, de solidariedade, entre outros. Por isso o Colégio Farroupilha criou um workshop para que os alunos pensassem em ações a serem implementadas na cidade de Porto Alegre. Deste workshop surgiram três propostas: Os alunos convocaram a população a colocar o lixo no lixo; diagnosticaram a falta de sinalização das áreas de acessibilidade e Bonde do Sorriso, possibilitando a solidariedade e gentileza. Essas ações compõe o manifesto #daescolapravida.

Marícia finalizou com o vídeo: #daescolapravida

*Texto: Daiane Grassi e Elisângela Ribas

 

Quer saber mais sobre os demais talks? Clique aqui.