O inverso do sucesso – Felipe Pena

Autor de 11 livros, o jornalista, psicólogo e apresentador da Globo News Felipe Pena se apresentou no TED X como uma pessoa que fracassou. “Nunca ganhei um prêmio, nunca mereci elogio da mídia”.

Na trajetória, um punhado de experiências que, em sua visão, resultaram todas em fracasso. Quando era diretor da TV Globo, falhou em debruçar-se sobre relatórios ao invés de conversar, olho no olho, com os funcionários. O emprego durou seis meses.

Quando se envolveu em projetos sociais, como o documentário sobre famílias expulsas da Vila Autódromo para obras da Olimpíada, que correu festivais internacionais mas sequer foi exibido no Brasil, se sentiu derrotado por não conseguir ajudá-los.

Desses momentos, porém, guarda boas lembranças. É no caminho para o sucesso, sustentou o jornalista, que deve ser retirada a sensação de conquista . “A gente quer a recompensa antes da caminhada, e é no caminho que está a recompensa”, disse. “Tudo bem fracassar, desde que as vidas de vocês sejam dedicadas a momentos de solidariedade”.

 

Autor: Karine Dalla Valle

Repórter Unicos/Unisinos

 

Conheça o palestrante: Felipe Pena

Felipe Pena é jornalista, psicólogo, professor de roteiro na Universidade Federal Fluminense e autor de 14 livros, entre eles três romances — Fábrica de Diplomas (Record, 2010), O marido perfeito mora ao lado (Record, 2010) e O verso do cartão de embarque (Record, 2011), este último em adaptação para o cinema. Pelo trabalho como escritor, foi duas vezes finalista do Prêmio Jabuti: em 2011, com Seu Adolpho, uma biografia em fractais de Adolpho Bloch, e em 2013, com No Jornalismo não há fibrose. Já na academia, formou-se doutor em Literatura pela PUC-Rio e cursou Pós-Doutorado em Semiologia da Imagem na Université de Paris/Sorbonne III. Pena atuou como roteirista e diretor na TV Globo, repórter da TV Manchete, coordenador da Pós-Graduação em Telejornalismo da Universidade Estácio de Sá e foi sub-reitor desta mesma instituição.

Hoje, além de comentarista do programa Estúdio I, na GloboNews, diretor editorial da Intercom e professor visitante da New York University, é versado em lidar com fracassos e acredita que eles, ao contrário dos sucessos, é que são perenes. “O fracasso me subiu à cabeça. Coleciono uma série deles ao longo da vida”, comenta. Para o palestrante, os insucessos são como degraus que podem levar a erros ou acertos, sem fórmula predefinida. “As falhas marcam muito mais. É uma questão neurológica. Elas te ajudam a enxergar melhor, a ter humildade e a evitar a onipotência de eventuais sucessos.” Confira essa história completa no dia 30 de outubro no TEDxUnisinos.

Conheça os demais palestrantes do TEDxUnisinos 2015 aqui.

Deixe um comentário


IMPORTANTE!
Para enviar o comentário, você precisa resolver um simples cálculo (Nós precisamos saber se você é realmente humano ) :D

Quanto é 2 + 5 ?
Please leave these two fields as-is: