Uma revolução na comunicação – Flávia Moraes

Vencedora de três prêmios Caboré, a cineasta brasileira Flavia Moraes foi a última palestrante do TEDx Unisinos 2015. Com uma apresentação que ela caracterizou como esquizofrênica, o evento encerrou falando sobre a revolução na comunicação.

A palestrante explica que, como sempre foi andarilha, quando criança virou especialista em bullying e no que chama de  “não porque não”. Sem explicações sobre os atos que podia ou não fazer, Flávia percebia que não se encaixava em qualquer um dos dois padrões. Nunca quis ser menino, mas nunca gostou de ser enquadrada e limitada em padrões femininos.

Ela arrancou aplausos calorosos da plateia quando disse que pela primeira vez depois de muitos anos está usando saia por causa das pessoas que compareceram no TEDx.

Flávia é a nova diretora geral de inovação e linguagem do grupo RBS, e em sua apresentação mostrou dados sobre seu trabalho “The Comunication (RE)volution. Ela foi motivada a voltar para Porto Alegre depois de 30 anos de sua saída, inovando na época da aceleração.

A apresentação “esquizofrênica” tem a ver com multimeios. Enquanto ela lia um texto sobre a revolução na comunicação, nos telões do teatro passava um incrível filme de sua autoria, transmitindo o trabalho realizado pela palestrante.

Segundo ela, as pessoas da plateia já estavam em processo de transformação, inovação e evolução. E o principal objetivo do projeto “The Comunication (RE)volution” é reaprender a fazer comunicação com uma visão não-linear, mais espontânea.

Flavia descobriu que a face mais revolucionária da comunicação não é tecnológica, mas comportamental. As mudanças passam pela valorização humana, na qual a inovação é a libertação. “O inovador é uma criança que simplesmente é e faz, sem pensar nas consequências”.

 

Autor: Carolina Schaefer

Repórter Unicos/Unisinos

 

Conheça a palestrante: Flávia Moraes

Flávia já realizou cerca de três mil comerciais para grandes marcas nacionais e internacionais, além de filmes, séries de TV e shows no Brasil e no exterior. Entre os prêmios que já recebeu no mercado audiovisual: Cannes Lions, Clio, LIA, the New York Festival e venceu três vezes o Caboré. Durante 21 anos, ela esteve à frente da produtora Filmplanet. Nesse período, Flávia produziu e dirigiu campanhas para marcas como CocaCola, Budweiser, MasterCard, Visa, Motorola, Toyota e Nestlé, e foi uma das primeiras diretoras brasileiras a se filiar no D.G.A. – Director’s Guild of America. Em 2012, vendeu a produtora e voltou-se totalmente para a realização de projetos de conteúdo. No ano seguinte, assumiu a Direção Geral de Inovação e Linguagem do Grupo RBS, liderando a partir de então a realização de um extenso estudo sobre o futuro da Comunicação, “The Communication (R)Evolution”. Atualmente, Flávia dirige o SE7, Núcleo de inovação e linguagem do Grupo RBS e prepara o lançamento de OCTO, um Pluri-Canal que se propõe a desenvolver novas linguagens e padrões para a produção e exibição de conteúdo. O projeto também encuba um novo núcleo de Branded Content a ser lançado em 2016. Paralelamente, ela coordena a pré-produção de seu primeiro longa-metragem autoral, uma adaptação do romance “Festa no Covil” do autor mexicano J.P. Villalobos e escreve mensalmente no jornal Zero Hora. Flavia estudou Artes, Música e Cinema e aprendeu de grandes mestres como Franco Zeffirelli, Martin Scorsese, Thelma Schoonmaker, Mark Travis, Steven Kaplan e Robert McKee. Confira essa história completa no dia 30 de outubro no TEDxUnisinos.

Conheça os demais palestrantes do TEDxUnisinos 2015 aqui.

Deixe um comentário


IMPORTANTE!
Para enviar o comentário, você precisa resolver um simples cálculo (Nós precisamos saber se você é realmente humano ) :D

Quanto é 12 + 13 ?
Please leave these two fields as-is: